quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Reforma Trabalhista: Golpe na CLT será consumado em Novembro
Quem não tiver sindicato terá de enfrentar a exploração sozinho

SINDAGUARN.COM.BR
Secretaria de Comunicação do Sindágua/RN

Quem não tiver sindicato terá de enfrentar a exploração sozinho Os fantasmas da reforma trabalhista chegam para todos os brasileiros a partir de novembro, com o claro objetivo de eliminar direitos e conquistas históricas. O golpe implementado pelo governo e a quadrilha que lhe dá sustentação no Congresso Nacional altera mais de 160 artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Enfraquece a Justiça do Trabalho, dificulta o acesso e impõe aos trabalhadores os riscos de reclamações trabalhistas, transferindo do patrão para o empregado (sem acesso aos documentos) a obrigação de comprovar as alegações contidas nas ações, obrigando os operários a pagarem as custas e sucumbências, como também cobrança de recursos e despesas dos processos. Ao mesmo tempo, a “Reforma” premia os patrões, permitindo contratações intermitentes, ou seja, por tarefa e tempo determinado, pagando só por este tempo efetivamente trabalhado, além de permitir contratações de trabalhador como pessoa jurídica (firma individual).

Os trabalhadores terão que se organizar coletivamente para garantir os direitos através das entidades sindicais, que terão a obrigação de ficarem vigilantes para preservarem as conquistas dos acordos e convenções.

O fim do imposto sindical fará a distinção entre os sindicatos combativos e os sindicatos de fachada. Só vão sobreviver os direitos defendidos por sindicatos comprometidos com as lutas e a unidade de suas categorias. Trabalhadores que não mantiverem fortes estruturas sindicais ficarão isolados e sujeitos a uma exploração de mão de obra no nível da escravidão. Somente aos trabalhadores sindicalizados serão garantidos as conquistas dos acordos coletivos. As lutas na Justiça e nas diversas instâncias de poder serão garantidas apenas aos trabalhadores sindicalizados à entidade que encabeçar os processos em favor de seus filiados. O sindicato colocará toda a sua estrutura para os seus filiados, pois serão os que vão manter sua estrutura.

 

   
Mais informações?
Entre em contato com o SINDAGUARN.COM.BR, mande seu recado, envie sua crítica ou sugestão. Enviar.